Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





As linhas da avó

por Dora Sofia, em 29.01.13

 Quem diria que de fios atirados para um canto do baú, legado da avó, se faria um dia uma prenda, uma oferta, uma dádiva?

 

e dos fios, fica a curiosidade, a espera, a esperança, a incerteza... 

e dos fios, faz-se o esboço, as tentativas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Gola Fogo II

por Dora Sofia, em 22.01.13

Não deixa de me surpreender a subtileza desta paixão mais nova a camuflar o meu "dark side", que regressou não sei quando e se tem vindo a instalar, todo dado a pretensões de criar raízes. 

Não deixa de me surpreender a subtileza com que, numa noite, faço nascer o fogo, para quebrar o meu negro. 

 

 

 

 

 

E sim, o menos é, quase sempre, mais. Esta delícia é toda em ponto alto, ou vareta, como já tenho ouvido dizer, o ponto mais básico do crochet a seguir à corrente, com alguns aumentos proporcionais nas pontas e no centro. Termina com uma carreira de ponto caranguejo, que é o ponto baixo feito da esquerda para a direita, e que tem um efeito bem giro!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Em busca do logo certo

por Dora Sofia, em 21.01.13

O outro lado do crochet não é um blog de crochet. O crochet do outro lado do crochet não é apenas crochet.  O outro lado do crochet não é um negócio, pois eu nem sei fazer crochet... Há um ano atrás só conseguia fazer os dois pontos mais básicos do básico do crochet. Não é um passatempo, pois não tenho tempo para passar, nunca faço só crochet. Faço crochet enquanto espero na piscina, na ginástica, pelos miúdos, no médico, no cabeleireiro, ou quando ouço as notícias, ou quando viajo.

 

É um outro lado do crochet, que me acalma, que me deixa pensar, que me dá tempo para mim. O outro lado do crochet é cheio de palavras. As coisas têm um significado para lá do aspeto, que só pode ser entendido pelas palavras. As linhas e os pontos não são apenas as linhas e os pontos. São histórias, pessoas, momentos. 


Assim: palavras (tem de ter!); cores (tem de ter! eu explico, eu sou muito preto, preto, já sabes, é o meu dark side, então o outro lado do crochet é o outro lado do meu lado negro: cor, cor, cor...); novelos (pode ter), agulhas (pode ter), pontos ou símbolos (pode ter). 

 

Enfim, uma ideia que podes desenvolver: novelos (vários) com agulhas espetadas, folheias a imagem, como uma página que se vira, e, debaixo do cantinho, aparece o outro lado. Como isto deixa de ser uma ideia e passa a ser qualquer coisa concreta, não sei {#emotions_dlg.brrrpt}

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Lembram-se disto? que depois se tornou nisto?

Ontem levei-o a ver o mar. Já sentiu o cheiro da maresia, já sentiu a força do vento, já sentiu a frescura da chuva. Levei-o, para o entregar à dona, mas as horas são cheias de desvios e, estando a ver o mar, conhecendo a paixão da dona pelo mar, resolvi ali mesmo fotografá-lo para o mostrar ao mundo.

Eu não devia fazer isto, bem sei, mas não resisti. Claro que as melhores fotografias virão depois, com a dona, mas fica a água na boca...

 

Este xaile ganhou um pormenor diferente. Para além do  formato tradicional, acrescentei-lhe um pequeno botão que permite ter as mãos livres para trabalhar no computador ou segurar na fita métrica, quando for caso disso {#emotions_dlg.blink}.

 

vejam lá se não ficou um mimo?

 

 

 

 

Ou assim...

   

 

E, claro!, já se sabe, que, com muita provocação para um comentário anónimo, este xaile acaba qualquer espera muitíssimo bem assim:

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


receita para os dias cinzentos

por Dora Sofia, em 14.01.13

Dirigir-se à farmácia mais próxima;

 

Escolher os medicamentos adequados;

 

 

Tomar duas doses, com regularidade.

  

Autoria e outros dados (tags, etc)


xaile espera-maridos (o segundo)

por Dora Sofia, em 09.01.13

O que realmente me está a encantar no crochet é esta possibilidade de, quando as coisas não correm bem, puxar a linha!

E, depois, recomeçar, refazer, com outra cor, com outras linhas. Que importa que já nada seja o mesmo se nós não somos já também as mesmas.

 

Aqui estão os primeiros pontos; 

 

 

  

 

 

 o detalhe;

 

 

 

 

quanto à cor, não consigo uma correspondência fiel, nem no modo manual (inexperiência da fotógrafa {#emotions_dlg.confused}), mas parece que o fundo pretoo ajuda a imaginar o azul petróleo da cor original...

 

 

Ah! O esquema, o gráfico está aqui explicadinho, como deve ser, neste vídeo de Esperanza Rosas; mas eu precisava de não estar sempre ligada à net e não conseguia fixar... Então, fiz este gráfico muito, muito, rudimentar. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Fazer o ponto

por Dora Sofia, em 05.01.13

 Estou louca para voltar ao meu crochet... tanta coisa para fazer, tantas ideias, tantos projetos, mas, por enquanto, não posso, não posso, não posso! {#emotions_dlg.nostalgic} Mais uns dias de cadeira vazia...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Amores. Manhãs de sol, tardes de sol, noites de luar. Cheiro da chuva na terra. Cheiro do vento no mar. Livros. Praia. A vista da minha janela. Lareiras. Conversas.

foto do autor



Instagram

Instagram


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D