Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Angry birds Mania

por Dora Sofia, em 30.04.14

Cá por casa, não se fala de outra coisa. O miúdo quer uns chinelos dos Angry Birds, uma t-shirt dos Angry Birds, cromos dos Angry Birds, o bolo dos anos ( e são só em novembro!) dos Angry Birds, e tudo, e tudo dos Angry Birds.

Então, lembrei-me de interromper os meus animais fantásticos e dedicar-me um bocadinho, só um bocadinho, aos pássaros. O prazer que me deu ver a cara do miúdo quando acordou e deu de caras com o Vermelho! Realmente, crochet por amor é OUTRO crochet!!

 

 

 

 

Não é preciso dizer que nem sequer me deixou tirar fotografias. Agarrou-se ao bicho, levou-o para a escola, levou-o para o recreio, levou-o para o balcão da cozinha e está a dormir com ele. Bem, só não o levou para a piscina porque eu não o deixei...

 

 

 

 

Fiz com base neste esquema

 

Agora estou às voltas, literalmente, com o Bomba!

Autoria e outros dados (tags, etc)


O outro lado do facebook

por Dora Sofia, em 30.04.14

 

O post que se segue pode conter linguagem ou ideias suscetíveis de ferir a sensibilidades dos amantes do crochet e da originalidade.

O post que se segue não é sobre crochet!

 

Quem me conhece sabe bem qual é a minha relação com as redes sociais, mais específicamente, com o facebook. Quem não me conhece pode ler este post para ter uma ideia ou ler o resumo aqui: é uma relação em fase de divórcio, que se mantém exclusivamente por causa dos filhos (leia-se a página do outro lado do crochet), o que, é do senso comum, tanto quer dizer que os filhos podem aguentar-nos até ao fim da vida ou acabarmos já amanhã no tribunal!

 

Introduções à parte,  hoje o outro lado do crochet (a página e não o blog) perdeu um fã.

E porquê?  Porquê? Porque sou malvada e terrível (não se deixem enganar pelo ar de velhinha indefesa que o crochet dá a toda a gente) e não faço jeitos. Oh pá! Que chatice ser assim tão má e só gostar (virtualmente) daquilo de que (realmente) gosto... Uma tristeza, este meu mau feitio!! Shame on you, Dora Sofia!

Ah! Já agora, só uma informaçãozinha. Ninguém pediu, é certo, mas é para que não julguem que sou a pior pessoa do mundo. Contento-me com um segundo lugar! Aqui vai: há páginas no facebook exclusivas para publicidade, divulgação e promoção de trabalhos. E até se pode pagar para fazer anúncios, dizem...

 

Ah! Já agora, e só porque o que não tem remédio remediado está, e parece-me que não há remédio para este meu jeito presunçoso, convencido e detestável, gosto muito de ler. Também gosto de escrever. Leio tanto que reconheço, muitas vezes, um ou outro escritor, um ou outro bloguer, um ou outro cronista, só pelas palavras que escrevem, mesmo sem assinaturas. Mas sabem qual é a escrita que mais facilmente reconheço? Oh! pá! Espantem-se lá, outra vez. É a minha!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Floresta mágica

por Dora Sofia, em 27.04.14

Estou a criar, a inventar, a experimentar. Por todo o lado há pedaços de cores que se juntam, duas ou três peças concluídas, três ou quatro peças inacabadas. Uma desgraça, enfim, porque sou insatisfeita e tento, tento outra vez, e outra vez...

Desisto. Recomeço.

Estou a fazer um trabalho a quatro mãos. A maninha faz a mantinha de quadrados mais ou menos iguais cinzentos, brancos e cremes. Eu faço os animais coloridos para chamar as brincadeiras de criança.

Primeiro, as corujas:

a coruja de bico castanho, nascida de um ovo da Páscoa de casa da mãe;

a coruja de bico dourado, dos céus da Serra de Montejunto.

 

Depois, o cão, que eu vejo raposo. É astuto e matreiro, não há dúvidas.

 

 

 

 

Por fim, o animal imaginado.

Era para ser gato, assim:

Mas revelou-se gato demais para ser boneco. Foi recusado.

Ficou assim:

 

A miúda insiste que é uma galinha com rabo, o marido diz que é o esquilo da Idade do Gelo. Hesito.

Tento uma versão do Garfield. Sai-me isto:

 

Um pouco mais de cinza e vira rato, um pouco mais de rosa e vira porco, uma pouco mais de branco e vira koala. 

Gosto.

E por aí? De qual gostam mais? 

 

 

 

Acho que ainda não vou ficar por aqui. Apetece-me deixar o meu animal imaginado tornar-se no que quiser, mais ou menos assim... 

{#emotions_dlg.aveiro}{#emotions_dlg.beja}{#emotions_dlg.funchal}{#emotions_dlg.portalegre}{#emotions_dlg.ponta_delgada}

 

Ah! Estou a fazer um post com os esquemas. Assim que estiver concluído, partilho convosco!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Folar com sabor de crochet

por Dora Sofia, em 21.04.14

A Páscoa foi o corrre-corre do costume, de casa em casa, a ver madrinhas, padrinhos, e avós, a beijar a cruz, que anda pelas ruas das aldeias, a abençoar casas e a garantir as limpezas da primavera. Como todos os anos, vamos à casa da avó Alice ver o "desfile" da Páscoa como diz a miúda, que é mais de modas do que de missas.

As sensações repetem-se e juro, como todos os anos, que não conseguirei jamais comer nem mais uma amêndoa, ou provar sequer uma dentada do folar da tia, da vizinha ou da amiga. E, como todos os anos, consigo sempre encontrar espaço para mais uma migalhinha, porque amanhã juro que começo a fazer dieta.

 

Os miúdos espantam-se com o homem trajado a rigor, de opa vermelha, que desce a rua de sineta na mão a anunciar que as cruz já vem perto. Espalha-se o alecrim em frente à porta, a avó corre à procura de um envelope, grita-se para entrarmos, para entrarmos. Os miúdos espantam-se e beijam a cruz.

 

 

 

 

Querem experimentar o pequeno sino que o homem da terra trazia. Riem-se, nas roupas novas, vaidosos nas roupas novas, felizes pelos doces, felizes pelo mundo de chocolate que ninguém parece importar-se que comam.

 

 

 

 Quanto a mim, perdi-me nas linhas do crochet, nas que trago comigo e nas que antecipo para o bebé Jaime.

Enquanto esperava a cruz, enquanto esperava outra vez, enquanto esperava outra vez... enquanto via o Benfica a ser campeão {#emotions_dlg.benfica}.

Olhem só como foi a minha Páscoa: um folar gigante da minha madrinha; uns calções a nascer; uns animaizinhos em lã ali no cantinho, para uma mimos numa mantinha que a mana anda a fazer; e as linhas Natura que finalmente consegui arranjar.

 

 

 

Estas linhas têm umas cores LINDAS! Acho que nos vamos dar muito bem.

 

Ah! E também houve espaço para planear as próximas baby converse. Vermelhas, claro!

 

 

 

 

Para além disso, fui madrinha babada, babada... só mimos, só mimos {#emotions_dlg.heart}!

   

 

 

Brincadeiras, colo e passeios, para esquecer hospitais. Uma pessoa pode ser feliz assim...

 

 

 

Post scriptum ,em modo desculpem lá:

Há séculos que não passava pelo outro lado.

Os dias têm-se feito de sombras e sei bem que não posso escrever quando há este lado negro em mim. Obrigo-me a não escrever.

 Em compensação, e porque os meus dedos me pedem palavras, vou escrevendo noutras linhas, e não, não me obrigo a não fazer crochet!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não, não tenho, ainda, tempo para o crochet. Montanhas de calças, camisa e camisolas amontoam-se, invadindo a minha despensa. Assim, sob risco de ser engolida, cedo ao apelo do ferro. Vale-me o som do MTV World Stage: Nirvana! ADORO.

Sou toda eu, afinal, do rock.

É certo, passeio-me, por vezes, entre o jazz ao estilo de Diana Krall , o R&B, o blues-rock dos Alabama Shakes.

Passeio-me, sim, para voltar sempre ao rock. Puro, grunge, alternativo, heavy...

Sou Nirvana, Metallica, The Doors, AC/DC, ZZ Top... 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Amores. Manhãs de sol, tardes de sol, noites de luar. Cheiro da chuva na terra. Cheiro do vento no mar. Livros. Praia. A vista da minha janela. Lareiras. Conversas.

foto do autor



Instagram

Instagram


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D