Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




o outro lado das linhas da avó

por Dora Sofia, em 14.03.13

Era uma vez um montinho de linhas da avó abandonadas num canto do sótão... transformadas numa oferta para voltarem a ser alguma coisa. Estas linhas da avó tinham um segredo. Todas têm, afinal, mas estas tinham ainda mais. Querem ver?

 

 

         

 

AH! ADORO! Mas acho que, nestes casos, a herança é devida a quem fez a oferta: a receita de um "naperom de cozinha"{#emotions_dlg.sarcastic}. Vou fazer, fica a promessa!

Autoria e outros dados (tags, etc)


As linhas da avó

por Dora Sofia, em 29.01.13

 Quem diria que de fios atirados para um canto do baú, legado da avó, se faria um dia uma prenda, uma oferta, uma dádiva?

 

e dos fios, fica a curiosidade, a espera, a esperança, a incerteza... 

e dos fios, faz-se o esboço, as tentativas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


pequenas coisas

por Dora Sofia, em 12.11.12

Uma das coisas surpreendentes neste meu vício do crochet é que se alia de forma incontrolável ao meu outro vício, o das das palavras, porque, no crochet, não gosto propriamente de napperons de renda, ou paninhos para a bagageira do carro (mérito feito, porém, a todas as crocheteiras maravilhosas de napperons e tapetes, paninhos, e afins para a bagageira dos carros, ou seja lá o que isso for); o que eu gosto mesmo é de de reinventar: deixa ver como é que fica, deixa ver o que vai ser...

 

Assim, comecei por aqui

 

4 correntes, unem-se com ponto baixíssimo, 3 correntes para subir mais uma, um ponto duplo, uma corrente e repete-se até fazer 12 pontos duplos, a contar com o das 3 correntes; no fim junto com um baixíssimo e remato.

 

Agora tenho isto

 

 

 

 

 

pequenas coisas! que hão de vir a ser outra coisa qualquer, que escondem um outro lado do crochet... adivinham o que será?

 

Já agora, o arco-íris na minha mão, outra vez...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A propósito deste meu projeto, que pus à consideração para que adivinhassem o que era, e a provar como sou má crocheteira, aqui fica a breve história do(s) resultado(s) final(is) {#emotions_dlg.happy}:

 

 

Primeiro, uma cópia com um bocadinho de originalidade e um toque de falta de mais uns pontinhos no comprimento...

 

 

Depois, a certeza aflitiva de que a futura dona morreria de calor antes que pudesse ver-se ao espelho {#emotions_dlg.sidemouth} (ao contrário de mim, que adorei o quentinho no pescoço...).

 

Ideias, ideias e mais ideias... uns pózinhos de inspiração e fez-se fresco do quente: duas hipóteses, com flor, sem flor, ou até, com flor na mala, no casaco...

 

       

 

Fotos que valham a pena, só com a dona...!!

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


À espera de... marido

por Dora Sofia, em 17.10.12

Decisões importantes, antes de projetos que podem mudar vidas! É o efeito borboleta no universo pessoal. Assim, vejamos, qual a melhor cor para esperar maridos?

 

 

O verde-esperança (miltons), mais fofo, mais grosso e mais... esperança ou o verde-água (baby) mais é essa cor que eu quero, que eu escolhi e não me apetece mudar de gostos....??

 

Aguardo as vossas opiniões...

 

o verde

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já percebi que nunca serei uma boa "crocheteira": perco-me na criatividade.

Não consigo copiar. Não consigo fazer igual. Falta de técnica e excesso de imaginação... Não há como solucionar o problema.

 

Eu sei, eu sei, estou em dívida. Há que começar e acabar as coisas que me proponho fazer.

 

Assim, para provar que o trabalho evolui, aqui está o meu mais recente projeto há-muito-começado-quase-a-chegar-à fase-do-perto-do-início-do-fim.

 

 

Mais uma dica para tentarem adivinhar o que será... 

 

 

Palpites??

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


O vício do crochet

por Dora Sofia, em 08.05.12


O vício do crochet começou mais ou menos no final do ano passado, com a chegada da minha princesa mais pequena da família. Isso aliado a uma grande dose de inveja da sua colchinha de bebé e mais uma parte de tentativa de homenagear uma pessoa da família que tinha coisas lindas espalhadas pela casa...

Primeiro, tive de relembrar os pontos todos que a minha mãe me ensinou há uns bons anos atrás, depois, foi passar horas e horas na internet a devorar tudo o que é vídeo de crochet, por fim, navegar pelas muitas páginas sobre crochet...Apaixonar-me pelas coisas, juntar um pouco de mim e eis que, de repente, dou comigo, um pouco por todo o lado a crochetar (adoro esta palavra... mesmo que não exista, eh, eh)

 

Tenho muita coisa começada, porque gosto de muita coisa. Também já fiz muita coisa. Isto é um projeto a longo prazo: um saco de avó.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Amores. Manhãs de sol, tardes de sol, noites de luar. Cheiro da chuva na terra. Cheiro do vento no mar. Livros. Praia. A vista da minha janela. Lareiras. Conversas.

foto do autor



Instagram

Instagram


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D