Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Um mundo cor-de-rosa

por Dora Sofia, em 04.02.16

Lembram-se que me propus a terminar todos os meus projetos meio-feitos-meio-por-fazer?

Pois bem, juntei todos os squares que tinha por cá em tons de cor-de-rosa e decidi fazer uma echarpe e, embora, por aqui, o rosa não seja a cor preferida, confesso que enquanto ia fazendo esta "sessão fotográfica" me fui apaixonando por esta coisa quentinha, tão atrevida.

Na verdade,  à primeira vista ,é apenas uma tirinha de squares que pode até servir como decoração ou, quem sabe?, como mini mantinha para os pés (uma fofura!). 

1.jpg

2.jpg

3.jpg

 Mas um simples pormenor serve para uma transformação gigante. Acrescentei uma missanga e uma flor que serve de fecho

4.jpg

5.jpg

  E como posso colocá-la onde mais gostar, posso fazer a echarpe que quiser, mais ou menos direita, mais ou menos justa ao pescoço, mais ou menos comprida. 

6.jpg

7.jpg

8.jpg

E, afinal, o rosa até me fica bem...

14.jpg10.jpg

11.jpg

 

Gostaram?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Obrigada!

por Dora Sofia, em 10.10.12

 

 

"Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos. Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. 

 

Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice! Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. 

 

Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril."

 

OSCAR WILDE

Autoria e outros dados (tags, etc)


Amores. Manhãs de sol, tardes de sol, noites de luar. Cheiro da chuva na terra. Cheiro do vento no mar. Livros. Praia. A vista da minha janela. Lareiras. Conversas.

foto do autor



Instagram

Instagram


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D